terça-feira, 14 de outubro de 2008

No escuro.

"Não me deixavas acender a luz. Era uma brincadeira mas talvez ambos soubéssemos o que era para acontecer. Estava escuro, virei-me e lá estavas tu. Sem saber ficamos juntos um ao outro.
Ou resistíamos ou não, não conseguimos. De olhos fechados sentia o teu beijo, os teus lábios passarem nos meus devagar, o sabor. "
Não parávamos, nem pensávamos nas consequências.

1 comentário:

Hélder disse...

Lindo o texto Vandinha ;)

(L)