sábado, 27 de dezembro de 2008

BANAL.


Da tua boca saem palavras amorosas mas que soam completamente diferentes, por saírem da tua boca. Apesar de as dizeres consegue-se perceber o quanto superficial és, (sem queres dar a entender tal).
Não consegues controlar sentimentos; tens medo que se torne tudo mais real sem tempo para voltar a trás.


Gostava que não fosses assim, não te proibisses de sentir; falta de; querer estar; fechar os olhos e beijar.
Ou talvez não.

(És mais um que não passa do que é, não vales nem tentas valer.)

3 comentários:

Anónimo disse...

Tu da-lhe

Anónimo disse...

tens musculo para tal

ROSSANA disse...

Não conseguia comentar o teu blog -.-
já estava a atrufiar, bem adorei o texto pá.