domingo, 21 de dezembro de 2008



Quando deixamos o que queremos e nos arrependemos.

Fugiu a oportunidade de sentir as borboletas com todas as suas cores, de fechar os olhos e não pensar em nada, em mesmo nada.

Gostar e gostar e gostar de sentir, querer e querer mais, confiar e querer confiar.

O escuro, a silhueta, o sorriso e a vontade.
A fantasia, o olhar, o beijo e o amar.

1 comentário:

World disse...

Esta muita giro :)